PUBLICIDADE
ESTATÍSTICAS
Visitantes: 70.055
Usuários online: 1

 

FILHO DE PEIXE

 

Eu direi que dentre tantos causos presenciados, desse caso não poderei dizer que não vi tamanha inexperiência quando imaginava ser estes meus heróis. Mas, devido ao show que promoverão, eu comentei com alguém, eles vieram e de cara deram xeque-mate, e a casa ruiu, e nem sequer suportou o abalo, vimos bem cedo tudo enfim despencando do alto de sua fortaleza.

A casa caiu doutor! ...

Caiu com tudo em cima, e levou muitos ao chão. Posso confessar ao senhor. Quando acontece isto, mesmo de longe a gente sente o abalo, que parece sísmico, e de alta proporção, numa escala Richter, nem sei o dano causado na ocasião. Eu só sei que a casa caiu, e os homens que vestem preto se aproveitaram do mesmo para não vasar outra interpretação. Vieram à surdina, bem de manhazinha, antes da primeira turma sair. Porém meu amigo, como por aqui tudo rola no samba, quem sabe estes já não são, todos bambas, prontos a agirem noutra ocasião.

Enquanto eu doutor, mesmo de longe aguardava impaciente para ver o galo cantar, e nisto propagar que o que é do homem o bicho não come.

A história talvez demore até acontecer de fato, mas mediante seus novos personagens não serem tão estranhos mediante o enredo que já é costumeiro tudo poderá novamente acontecer. Eles tiraram de cena Dom Juan. Mas ao mesmo tempo deixou em cena o tal do Espectro. Este que parece ser bem mais atrevido, e esperto. Já que filho de peixe, peixinho é. Tudo começou mesmo a contragosto desse povo a arrumar tudo quanto os pais na confiança eles deixaram realmente desarrumado.

 

Alexandre d' Oliveira

 

Chocolate Diet
Alexandre d' Oliveira

 

O Brasil está fora da Copa mais uma vez. Tudo bem, a gente entende e já sabe o que possa acontecer. Pelo visto aquela que tirou a nossa seleção canarinho ficou em boa colocação. Nisto como é de costume. E eu diria antes de começar a escrever. Eu tinha outras ideias que nada me permitiam ao menos pensar num momento assim.

Hoje, eu fui ao Shopping Manaíra, e lá estava ela de novo jogando contra os ingleses, e neste dado momento, estava um a zero. Depois de andar um pouco, eu entrei numa loja , sentei numa poltrona e veio uma menina muito bonita , me oferecer um café tipo expresso, ou, chocolate

Meu amigo , algo de primeiro mundo em plena praia de João Pessoa eu me senti um rei. E fiquei tão maravilhado com toda assistência dada naquele local que fui no impulso, e como sou chocólatra, não contei história ao pegar outro chocolate diet.

 Mas, amiga, você não tem ideia do que a loja queria de mim?... Deixo está para você pensar. E passei a bola para minha esposa que se encontrava comprando algumas bugigangas, e um short. 

E, nisto, me distrai com o que ela oferecia, e explicava. Onde durante toda nossa conversa eu passei meu WhatsApp. Era, tudo que eu queria dela, e ela simplesmente fazia tudo para me agradar. Sem reclamar nem um pouco desse seu serviço. Então, pedi ajuda, e perguntei se ela tinha entendido sobre o que se passava,

Foi a partir daí que eu vim perceber que tudo envolve a gente, e por quase nada a gente se justifica e, sobretudo, o que possa descrever. Simplificando, tudo que essa moça me servia para quem bem entende, era formal, e de praxe de uma conceituada loja. Por isso, deixo ver que toda empresa, seja esta qual for, dá bom atendimento ao seu consumidor quando atende este de forma que todo cliente merece. Eu creio que além de fazer seu marketing empresarial, mostra que tem seu conteúdo próprio e que agrade.  

 

Tira Teima
Alexandre d' Oliveira

 

Quando a gente entra num jogo tenta ver logo suas regras e vendo estas passa a partilhar tentando apresentar o primeiro lance.  Tentando assim fazer o clube ganhar aquela competição.  Ora vista que todo jogo a partir dal

 

i é de suma importância para quem está jogando ou mesmo torcendo.  São vinte e dois homens em campo, sem contar com juízes, gandulas, e bandeirinhas, e outros que chamamos cartolas todos com o mesmo ideal.

Correr atrás dá bonitona e ver balançar a mesma na primeira rede que esteja à vista.  O jogo não é diferente, tudo igual para os dois lados e em todo canto tem um bate bola, um pinga fogo sobre a mesma se entrou ou não.   Os jogos estão a partir destas adaptados a tecnologia quando tiramos a teima, se foi ou não pelo tira teima. Portanto, meu amigo, minha amiga eu entrei em campo para ganhar o jogo e quero ver meu nome no alto, e certamente todos gritar como se eu fosse neste o melhor em campo, e que faz a felicidade de quem acompanha o jogo, ou torce para que eu vá mais além.  São vinte e dois jogadores querendo ser campeão. Enquanto eu busco destaque para a venda que faço.

Trinta e poucas seleções, divididas num to

tal de oito grupos quem sabe ganhar o jogo e ser campeã sem contundir o outro.  Passasse para a oitavas de finais, quarta de final, e final, tudo muito simples. Segundo regras de jogo eu não vejo alguém que queira cometer a mesma falta já que nossa vontade é de jogar bem mais futebol, e este amigo depende muito de você. Quando futebol é tido como arte que sei bem representar em qualquer estância, ou estádio de futebol aonde por onde eu passei. Arena das Dunas fica registrado como recordação.

Agora diz se eu não dei meu recado.  Entrei no jogo para ganhar. E nesta brincadeira quem sabe estou bem satisfeito. E com muita vontade de jogar sem tanto nesta mesma querer arriscar para sobreviver.  Não diria que por falta de aviso eu tenho tratado todos muito bem.  Tudo conforme a tecnologia é retratado através de mídias.

Plebe Rude

O que eu vejo é que nem mesmo temos o que reclamar se de forma ou outra está de um jeito, e na outra não tem o que mudar. Isto hoje no Facebook. Enfim temos mais de milhões de usuários, segundo especialistas, mostrando as estatísticas do Instagram que é do Facebook. Depois vem LinkedIn e em quarto o Whatsapp, esses são  os preferidos do povo, e de todos os internautas. E, entendemos que este a todo o momento inova , traz sempre algum assunto para aquele que de certa forma procure algo mais que a plebe rude possa fazer. Ou, seja na sua estupidez, e ignorância dê uma de repórter sem nunca ser.

_ Cada macaco no seu galho amigo.  Cada macaco bem sabe o que fazer.  Eu, não digo para amigos assim como eu vejo este dizer. 

Tenho mais o que fazer e a minha pretensão quando tive meu primeiro contato com a internet, lembro bem que nem no mouse eu sabia pegar.  O tempo de certo modo foi passando, e aos poucos fui me adaptando, me ajustando, buscando, aonde hoje busco muito mais aprender.  E nisto tenho persistido. Eu caio aqui, e levanto acolá. 

Tropeço entrelinhas. A briga não é de foice, mas nesta luta poucos da minha idade tem se destacado, ou se transferido. 

Trabalha em Criação e Produção de mídias, sendo um estrategista.  E vejo que a cada instante somos bem resolvidos. Daí, investimos além de nossos conhecimentos. Onde toda via minha pretensão de estar por aqui é seguir um caminho que realizo apenas pela vontade que tenho de conhecer o que este mundo nos oferece. Então, todo mundo neste mundo tem seu proposito que fará você seu persona mudar.  Já que faz algum tempo que curto esta onda e surfo, deslizo nas páginas querendo, todavia encontrar respostas que possam agradar e conquistar meu próprio espaço. 

O que quero dizer é que muito mais a gente ganha. E o que possa vir falar fique atento que posso numa palavra ou noutra com os demais colaborar.

 

 

Alexandre d' Oliveira

A Borboleta Azul
Alexandre d’ Oliveira

 

 

Interessante que tudo que ocorre neste espaço, é corriqueiro e muito instantâneo. Ela, a Borboleta Azul, se encontrava do outro lado da tela conversando comigo a milhas e milhas de distância, e bastava apenas um clique quando enviei a seguinte mensagem. 

Não vá com muita sede ao pote minha Borboleta Azul. E nem na onda de forasteiros. Essa gente só quer festa. E quem poderá vir se machucar é você. Não entregue o ouro ao bandido.  

Claro que ela ficou pensativa sem ao menos saber o porquê.  No entanto na altura do campeonato, no fundo, no fundo a mensagem tinha serventia quando em si a pretensão era de orientar, aconselhar aquela menina. Mesmo a contragosto deixei a mesma refletir. Caso que não me custaria tanto esperar. Esperei, um mês, depois outro, e lá pelo quinto ou sexto mês eu soube que ela me procurava.  Quando de súbito recebi seu feedback.

_ Depois de muitos anos contando estórias para crianças carentes, estou num lugar que só soube que existia em livros, e este foi propriedade de um artista bastante conhecido pela mídia. Não tem outro lugar igual a este. É lindo! ... pode espalhar a boa nova entre amigos...

E nisto eu digitei, e ela mais uma vez brincou.

_ que esta notícia não chegue à Feiticeira...

Era assim que ela tratava aquela que estava sempre ao meu lado na minha lida diária. Sabes como é que é a gente quando sabe de algo que faz alguém feliz, quer contar a todos que acaso encontre. E, ela por ser minha irmã eu queria era poder publicar a ótima notícia. Já que todo dia não é dia santo, e nem tem por lá feriado prolongado.  O casamento de uma poetisa, que sairá da terra do nunca não acontece sempre, e nem todos os dias.  Essa estória de príncipe virar sapo, eu nunca acreditei. Mas como, minha irmã era muito na dela, e andava zen. Eu comecei a acreditar nas suas histórias do Gato de Botas, e do Soldadinho de Chumbo. Ela de fato tinha tudo para ser a protagonista da novela que quisesse.  Tudo dependeria somente dela.  

 Que ela seja feliz no que faça. Apesar de ser integra, e merecedora de aplausos a cortina tão cedo cairá porque ela com toda certeza tem muito amor para dar aquém dela precise.  E nisto eu recordei de suas criancinhas. Se, assim, era uma vez.

 

João Pessoa 01 de julho de 2018

Será Que Raquel Falou Demais?

 Pois bem. Raquel falou tanto, falou, falou e depois leu todo roteiro que estava a sua frente. E culpou todos pela greve dos caminhoneiros.  Falou o que devia e não devia. Falou tanto que até disseram que ela foi comprada, como foi comprado Judas.  Que ela era uma traidora da nossa mãe pátria. E, que falou tanto que foi todo aquele reboliço, só porque estava querendo aparecer às custas dos meninos. Cuidado Raquel que o mundo dá muitas voltas.  Mas, cá eu tenho minhas dúvidas. Será que tudo que Raquel falou não teve sentido?... Que ela falou apenas pelo hábito de falar como mostra sua formação...

Eu, acho que uma profissional da estirpe dela quando vai a público falar tem que ter bala na agulha, e não ter papas na língua.  Sabes porquê?...  Porque, perante seu público ela arrisca sua pele.  Seu melhor vinho depois de enfrentar uma destas.  Isto é se a mesma tem alguma garrafa de vinho em casa, na sua adega e pode degustar para relaxar depois de tanta tensão. 

Ela falou que tudo para ela estava sendo absurdo.   Gente, começo a acreditar que Raquel tem e teve razão de falar tanto.  Já passa dos limites essa greve.  Pois, está faltando tudo em todo lugar.  Professores e alunos não estão indo para seus colégios devido não ter como estudar. Nem tinta tem, imagine papel para escrever.  Grandes Supermercados estão de portas fechadas por não ter o que oferecer, imagine então os pequenos. Engraçado que tem sempre aquele que aparece dizendo que a greve está ajudando ele vender.  Como assim?

O presidente, diminui o preço do diesel, e aumentou o preço da gasolina.  Essa eu estou querendo entender enquanto falta gás.   Sem falar que estamos sem remédio.  Será que Raquel, falou demais?...

Passo a acreditar que não.  Também digo que do jeito que eu tenho direito de reivindicar os caminhoneiros também tem. Só que passaram dos limites. Daqui algumas horas falta leite e pão, e todo mundo começa a bater panelas.

xandre d' Oliveira

 

 

 

 

 

 

 

Disponível no Google Play
CHAT