PUBLICIDADE
Crônica Vida ( Monólogo) Alrxandre d' Oliveira
28/12/2018 02:56 em Novidades

Crônica Vida     ( Monólogo)

 Alrxandre d' Oliveira

 

                    É bem difícil definir o que é vida. E dentre altos e baixos, um escorregão aqui, outro lá nem sabemos como de fato este evitar. Portanto, nem sempre acertamos a questão exata. A vida é bem complexa quando reparamos que a mesma é uma mistura de tudo quanto é bastante interessante, e tem um tempero danado de bom. Mesmo que de repente a gente, dê tudo para vivermos alguns momentos afastados de quem se gosta nesta vida. 

         Às vezes tristes, às vezes alegres, onde a vida nos oferece em nome. E também nos dá a oportunidade de sermos felizes, e sendo feliz... Podermos vivê-la intensamente, plena de emoção. Podendo amar a nós mesmos, aos nossos entes queridos, como também não gostar de termos inimigos, se assim por acaso nesta vida tivermos algum inimigo. Todavia nosso Deus, diz que amemos uns aos outros como Ele nos ama. E sendo assim, acredito que durante todo percurso sentimos o quanto é bom viver aquele momento em que nos encontramos sozinhos, mesmo que a solidão persista e faça renunciar, sobretudo o que é bom, porque ninguém suporta viver a vida longe de alguém que tanto amamos. 

          E, aos nos encontrarmos, queremos compartir de nossas vidas, tanto que, nossos pensamentos retrocedem para aqueles momentos em que acrescentamos algo que possa fazer passar para alguém que se encontre ao nosso lado, e este sabe nos entender quando sentimos saudades. Saudades de alguém que de repente ficou à beira da estrada, e quando isto acontece, nossos corações apertam o peito, e vem então, a tristeza de não mais poder abraçar, nem tampouco beijar a quem tanto queríamos, ou queremos bem. Nisto, a vida lamenta, derrama um rio de lágrimas.  Entretanto, teimosa como ela é, não desiste, se atreve, e num instante, levanta-se e segue por onde nem imaginamos que aquele alguém jamais queira nos ver tristes, solitários, ao sentir tanta saudade. Sei que alguém por tanto sofrer pela falta daquela que supri todos os seus momentos de tristeza, e de alegrias.  Mesmo assim, irritado com os devaneios do tempo, irritado por tudo aquilo que passou, imagina estar bem próximo.  

      Ah, como eu gostaria de estar contigo agora.  Porque na vida temos que sobre ela refletir, e refletindo possamos ser humildes, e pedir perdão pelo que fizemos de errado. E pedindo, possamos realmente nos redimir.  Porque vivendo aprendemos mesmo que seja por essas escolas da vida.  Ah, essa vida tão engraçada e tão despercebida, pois quando a gente menos espera o tempo passa, o vento leva, a vida segue na mesma velocidade, dentre altos e baixos, sem ao menos uma palavra sequer exprimir.   E assim, passa o mês, passa o ano, e por muito mais passa o tempo, e eu aqui sinto saudades de quem tanto amo... Ah, essa vida tão engraçada, tão resumida.  Quem dera eu fosse aquele que controla o riso e o tempo, que decerto nos dá discernimento de o quanto tão depressa passa a vida.  E nisto, a amizade ressalta na alegria, e na tristeza, pois traz consigo a pureza de tanto querer saber o que poderá em nossas vidas acontecer. 

      E por tentarmos entender o que foi bom, o que foi ruim...  Se tão depressa tudo passa e separa eu e você.   Vida, vida, vida!... O que a vida junta ninguém separa, porque desta vida algo proverá, seja do céu ou da terra de alguma forma viemos sobre a vida aqui comentar.   Vida airada, Vida desregrada, vida de vagabundo. Apesar de amar e ir até ao delírio da vida... 

           E de ser a flora e a fauna do fundo do mar. Vida social e da sociedade.  Vida particular. Essa vida privada. Vida pelágica.   Convívio ou da observação de estranhos...  Vida particular. Vida pública. Vida de união perpétua com Deus. Vida vegetativa.  A que se processa sem interferência da vontade do indivíduo.  Vida, vida, Vida!...   Sem interesses reais, alheia a tudo menos o absurdo de tudo quanto se passa ao redor. À boa vida. Na ociosidade; sem trabalhar.  Caí na vida. Sem lutar pela vida; danado da vida.  Muito zangado; furioso, indignado. Louco da vida, puto, puto da vida, fazendo o possível para ajudar, alegrar, tornar feliz (alguém).  Enquanto dá a vida sem preocupar-se de estar com a vida que pediu a Deus.

        Segue vivendo de acordo com a sua própria índole ou vontade de fazer a vida. Feliz da vida. Satisfeito; felicíssimo. Danado da vida. Querendo ganhar com a notícia da chegada do amigo. A vida. Puxa vida! Como tão rápido tudo na vida passa. E eu por aqui fico rogando a Deus uma boa vida.  É crônica esta vida!... 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!